quarta-feira, 30 de abril de 2008

insônia com Rameau

Já passou das 4 da madrugada e não consigo dormir, o tédio durante a madrugada é algo bastante deprimente.
Eu já havia comentado antes que gosto bastante do compositor francês Rameau, e é o que estou ouvindo agora, um trecho de Platée de Rameau, na verdade, é a minha aria favorita de Platée.



Clarine canta para que o sol pare de atormentar as úmidas Naiades, chama pelas Híades (divindades da chuva) para que apaguem para sempre com o brilho e o fogo(do sol). Logo depois Mercúrio aparece anunciando um vento impetuoso que agita a vegetação.
Não é o que sentimos vez em quando? Vontade de que o sol se apague para sempre...

4 comentários:

Unknown disse...

De arrepiar!!!!!

clau disse...

Xo Daniel!
Acabei de acordar e estou aqui lendo da sua insonia...
Ve se, nestes momentos "em que era melhor que o sol se apagasse", vc escuta alguma coisa do Corelli, pra ficar mais alegrinho...ok?
Seja "down" ou com insonia, nao se pode escutar Rameau ou, pior atè, Albinoni, por ex.
Sei que existe beleza no triste, mas existe beleza na alegria tb!
Eles criaram coisas lindissimas, de chorar! Mas quem é que quer chorar qdo devia estar dormindo, n'è verdade!?
Eu faria uma bela infusao de camomila.malva e melissa, colhidas no campo, pra vc.Bjs!

Adri disse...

nhaaaaaaaaaaaaa... já curtimos essa ária juntos online uma vez, neh??
unforgetable!
je t'aime bien, mon chèr!

Ricardo Pinto disse...

Olá Daniel!

Não costumo ter insônia, mas gosto muito da sensivel obra de Rameau.

Suas composições para cravo são verdadeiramente ímpares e milagrosas.

Parabéns pelo blog!

Forte e gaúcho abraço.

Ricardo Pinto
www.temporaldeideias.com