domingo, 27 de janeiro de 2008

triste

sentirei tanto sua falta...

Não gosto de fazer deste blog um diário da minha vida pessoal, quando o criei a idéia era publicar receitas, mas hoje irei fugir à regra.
Os últimos dias têm sido muito tristes pra mim e minha família. Ontem, dia 26, perdi meu avô José, que padecia de uma terrível doença respiratória chamada fibrose pulmonar. Será tudo tão diferente agora, já que pelo menos há dois anos, quase tudo aqui em casa era como que pensado a se adaptar às necessidades dele, seja a comida com menos sal, os legumes ou o arroz mais cozidos, o café que aprendi a fazer quase todas as manhãs, mesmo sem gostar de tomar café ou as sopas e cremes, que faziamos quando ele já não conseguia mais comer comida sólida.
Sei que já não é mais possível, mas se eu pudesse falar com ele mais uma vez, diria que ele foi o melhor avô e que sentirei muito a falta dele. Mesmo com dor, sinto um alívio em saber que ele já não está mais sofrendo, isso me conforta um pouco. Aos poucos a dor irá se transformar numa saudade boa, saudade de conversar com ele sobre quando ele morava no interior, ou até mesmo de quando ele era rabugento e falava que eu devia fazer determinada coisa de um jeito e não como eu estava fazendo, mesmo que o resultado fosse o mesmo.
Hoje depois do enterro, quando eu voltava pra casa, olhei para o céu, estava cinza, lúgubre, como se também estivesse de luto, como eu me sinto agora.

38 comentários:

Luci disse...

Sei muito bem como vc se sente nesse momento. Essa divisão da perda mas saber que foi o melhor. Sim, vai passar e vai ficar a saudade boa.. Que bom que vc teve um avô que amasse.
Um abraço com carinho.

Letrícia disse...

Puxa, Daniel, sinto muito mesmo por você. Tenha a certeza de que, apesar de você não ter dito, ele sabia que era muito amado por esse neto querido.

Muita força para você.

leila disse...

Daniel, sinto muito. Um abraço.

Anônimo disse...

Foi triste ver a foto ao abrir seu blog. Sem ler o texto, já sabia do que se tratava.
Com certeza ele sabe que vc o ama...
O tempo há de curar a dor, e transformar tudo em boas lembranças.
Te mando boas energias, e um forte abraço, de coração.

Yrlane disse...

o anônimo sou eu, esqueci de colocar o nome...

Smas disse...

Infelizmente compreendo muito bemo que você sente pois perdi minha avó em finais de Setembro.
FIca sempre a faltar dizer qualquer coisa, mesmo quando antes já o dissemos. E fica sempre a saudade...
Um beijinho enorme e muita força pois no início é um pouco complicado (para mim foi.)

pipoka disse...

Daniel,

Venho aqui muitas vezes, mas esta é a primeira vez que estou a comentar. Queria prestar a minha solidariedade e desejar-lhe muita força para enfrentar essa perda. Eu também sei o que é isso: perdi a minha avó materna no dia 11 de Dezembro de 2007. Felizmente que ainda tenho o meu avô materno vivo.

Beijos e muita força

Giovana Martini disse...

Daniel,
Meus sinceros sentimentos...

Um abraço.

Deborah Lougue disse...

Também já senti essas coisas.
Com certeza ele sabe o tamanho do seu amor.
Força!!

Silvia Arruda disse...

Daniel, tenha certeza que seu avô está muito bem, onde quer que ele esteja. Lidar com perdas é muito difícil, já passei por isso.
Força! E lembre-se sempre dele com carinho.

Gourmandise disse...

Sinto pela sua perda.
Mas como vc disse, agora ele não sofre mais. Pensar nisto conforta.
Difícil é para quem fica...
bjinho,
Nina.

Migas disse...

Daniel, sinto muito.

Um abraço carinhoso.

Eliana Scaramal disse...

Desejo que você tenha muita força, eu sei o quanto tudo isso é dificil pois eu também estou perdendo aos poucos meu avô que na verdade foi meu pai nessa vida pois fui criada por ele. Mas temos que confiar nas promesas e caminhos que o Senhor escolhe para nossa vida. Força querido, eu nem sempre comento aqui, mas eu venho todos os dias aqui na sua casinha e tenho um carinho imenso por ti.

Marizé disse...

Sinto muito Daniel.
Um abraço de conforto para si.

Nezoca disse...

Sempre venho aqui (adoro as tuas receitas e fotos; também escrevo um blogue de culinária), mas hoje estou deixando um comentário, pois infelizmente eu ainda estou passando por essa mesma dor que você está sentindo (perdi minha mãe antes do Natal) e entendo perfeitamente esse sentimento aí dentro do teu peito.

Um abraço solidário, força Daniel!

Luciana Macêdo disse...

Meus sentimentos Daniel.
O conforto no coração é dado pelo amor que ele recebeu em vida e as recordações que ficarão para sempre.

Karla Maria disse...

Sinto muito, Daniel.
As boas lembranças tomarão conta do seu coração e Deus o confortará assim como acolherá o seu avô num lugar bem especial e bacana.
Beijo

Fran Jubran disse...

Olá Daniel, que Deus conforte o seu coração...abraços

Taty - CHOCOTATY disse...

Força...Não fique assim...
Pode ter certeza que ele olha por vc lá de cima.
Beijos carinhosos
Taty - CHOCOTATY

Vera disse...

Daniel,
o bom é ter as coisas boas e gostosas que passaram juntos e saber que vc foi um grande neto pra ele!!!!!!!!

Vera disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
chrises disse...

Oi Daniel

Também perdemos o avô do Gui, meu marido na semana passada, também vítima do pulmão, no caso dele, câncer. Me solidarizo e fico muito triste com a sua dor, e espero que ela logo passe e deixe as boas memórias tomarem conta.

Fique com Deus. Você e ele.

Pat - Crianças na Cozinha disse...

Sinto muito, Daniel...

risonha disse...

pensa que o teu avô está num sítio lindo e que te deixou um monte de boas e doces recordações
bem sei o que isso custa, pois perdi os meus avôs ainda bem pequena, tive uma avó que nem cheguei a conhecer e perdi o meu pai ainda bastante nova
por isso só quero enviar-te um grande beijinho de força e coragem ok?

Carla disse...

Os meus sentimentos Daniel, muita força para todos vós. O tempo irá transformar a tristeza em saudade e as boas recordações ficarão para sempre no seu coração.

Um abraço bem forte*

iliane disse...

oi Daniel..chorei lendo seu post!!meus sinceros cumprimentos..e..achei seu blog..em outro blog..e..quando abri ..li sua mensagem..eu sei o que você sente...e..você é apenas um rapazinho em relação a minha idade..quando meu pai foi para o outro lado..eu senti-me assim.!!.como você..só o tempo faz você cicatrizar..ou amenizar essa ferida.!!.e..fazeer de toda essa tristeza uma doce lembrança..força..fica com Deus...meu carinho..

soraia lima disse...

Daniel, em suas oracoes voce pode falar o que voce quizer que seu avo te ouvira sempre ta?

Sylvia disse...

Puxa Daniel, sinto muito Sei como voce se sente,senti o mesmo quando meu avo se foi.
Um abraco forte para voce

Gatinha na cozinha disse...

ei Daniel, sei bem como se sente e digo que nada ira fazer este sentimento melhorar a não ser o tempo...não sei sua religião, mas seja ela qual for pense que ele esta em paz agora... se cuida... bjkas dani

isa disse...

Que triste Daniel!
O bom é vc saber que vcs cuidaram bem dele, paparicaram ele e tornaram o finzinho da vida dele muuuuito melhor.
As vezes a doença aproxima muito as pessoas e é sempre bom saber que tem gente que se importa com a gente né? e tb possibilita que se "aproveite" mais a companhia de vós, vôs e tios que sem a doença viveriam distante de nós....
Guarde num cofre no seu coração a importância dele na sua vida e aplique sempre que vc puder. É isso que eu faço com os tesouros que meus avós deixaram como melhor presente!

beijo,

Ana

Luciana disse...

Daniel,
li seu post com um nó na garganta. Saiba que sinto-me solidária e admiro sua postura ao prestar uma homenagem que, certamente, não é tardia.
Um abraço e meus sinceros votos de recuperação a você.

Jane Murback disse...

Oi Daniel, é a primeira vez que comento, mas sempre dou uma passadinha aqui.

O que dizer numa hora dessas? É tão difícil, tão cortante, que as palavras não são suficientes.

Mas saiba que eu sinto muito por você, e que com certeza seu avô devia ser muito orgulhoso de ter um neto tão amoroso e sensível como você.

Bjos

Pimpona by Nacos & NOC's disse...

Eu sei que nestas horas nada do que os demais possam dizer vai minorar a sua dor... ainda assim, deixo um beijinho para você... *

Michel disse...

Tudo tem sua hora meu caro. Ele está bem melhor agora pode ter certeza.

Laranja com Canela disse...

Daniel
os meus sentimentos.
Um beijinho

COZINHA QUENTE disse...

Oi Daniel,
sei como se sente. EU tb perdi meu avo ha 2 anos, mas a diferenca foi que nao pude nem dar adeus. Moro na Alemanha e minha familia no Brasil. Na epoca eu estava gravida e minha familia quis esconder o fato de mim. SO me contaram mesmo depois que ele faleceu. Foi muito duro, porque nao pude ir ao enterro, nao pude ficar junto da minha familia, mas pelo menos nao o vi do jeito que disseram que ele ficou. Pelo menos pude guardar a imagem dele sorrindo, feliz, gordinho. Meu avo sempre foi muito guloso, mas por causa de pressao alta, tinha sempre que maneirar e fazer dietas. Nossa, como me lembro dele comendo escondido da minha avo!!!! Essas lembrancas ficarao para sempre na memoria!! NAo pude dar adeus, mas sei que ele estara sempre comigo, assim como o seu avo. FIco triste porque ele nao conheceu o bisneto dele, ele era louco por meninos. Mas sei que la do ceu ele esta vendo meu filho!! E o mais engracado eh que meu filho eh um comilao de primeira!! NAo pode ver ninguem com comida na mao que ja chora!! OU qdo dou a papinha, se eu demoro, ele ja abre o berreiro!! Tenho certeza de que nossos avos estao com a gente!!
Bjsss e fique com Deus,
Giovanna

PoshDrosofila disse...

Daniel, muito triste este momento que vc esta passando. A saudades é uma coisa que nao sai da gente nunca, nem as lembranças. COm o tempo ao invés de nos deixar triste, elas nos ajudam a caminhar pra frente, em busca dos nossos sonhos.
eu sempre leio teu blog, adoro suas receitas, e sei que seu avo era muito orgulhoso de ter um neto como vc.
Um abraço
Karina

kaju disse...

Faça como eu, cada vez que vejo a lua olho p/ ela e digo oiiiii vcs estão ai?Mando bjos e sei que meus entes queridos estão lá e estão me olhando com toda certeza do mundo.Um abraço caloroso p vc.