quinta-feira, 27 de março de 2008

Salmão assado com julienne de alho-poró

salmão

Ontem uma amiga veio almoçar aqui em casa, como ela já havia dito gostar de salmão, descongelei um que eu tinha no freezer. Cortei um talo de alho-poró em tirinhas, piquei estragão da hortinha bem pequeno e misturei com manteiga, arrumei o filé de salmão sobre uma metade de um grande quadrado de papel-manteiga, sobre o filé coloquei o alho-poró em tirinhas levemente refogadas em manteiga, a manteiga de estragão, um pouco de sal e pimenta-branca e salpiquei com um pouco de vinho branco seco. Pincelei toda a borda do papel-manteiga com água e dobrei a outra metade, cobrindo bem o filé de salmão e fechando bem toda a borda, o papel molhado veda bem o papillote (que é o termo francês para esse método de assar em um envelope de papel-manteiga ou papel de alumínio), levei ao forno até assar e servi. O tradicional seria levar o papillote à mesa e abri-lo ao servir, para todos sentirem o aroma do peixe quente, mas como não fiz papillotes individuais, preferi abrir e servir numa travessa, guarnecido com legumes cozidos e passadados em manteiga.
Peixes assados en papillote ficam muito gostosos porque cozinham no próprio vapor, todos os líquidos são mantidos dentro do envelope de papel, tornando-os bem saborosos.
almoço

5 comentários:

goles & nacos disse...

lindíssimo o prato!
o sabor... deve ter honrado a aparência!
,)

beijos!

Silvia Arruda disse...

o prato ficou lindo.
adorei a idéia de julienne de alho-poró.

Elvira disse...

Simples, delicado e delicioso! :-)

Abraço.

Diogo disse...

Cara, que capricho. E que delícia!!

Parabéns Daniel.

Abração

Adri disse...

papillote tmb é um termo usado antigamente para fazer os cachinhos nos cabelos. é uma técnica delicada... os cabelos ficam com os cachos mto naturais.